Mestres

Cavaleiro: Ptolomeu de Alenxandria

Nome rainha: Galateia

Nome príncipe: Icário

Nome feiticeiro: Hogar

Cidade: Taras

Temas: Viajando no tempo em busca do conhecimento matemático.

Icário é um principe de 12 anos que vivia em um reino com a sua mãe e rainha Galateia. Em Galateia, no ano de 1715, viuva, se preocupava com o seu filho e o futuro de seu reino, então decidiu que iria tornar o seu filho o garoto mais sábio de todos os reinos. Para isso ela convocou o seu mais fiel cavaleiro Ptolomeu de Alenxandria que alem de ser muito forte e habilidoso era muito esperto. Foi encarregado de buscar o conhecimento para o filho da rainha, porém, ele não sabia por onde começar, daí ele teve a idéia de consultar um antigo feiticeiro que vivia na floresta de seu reino.

Então ele pegou seu cavalo e foi em busca do feiticeiro, ao chegar lá encontrou com Hogar que estranhou, pois não recebia visitas, pois todos tinham medo dele e de seus feitiços já que, era considerado um bruxo. O cavaleiro de aproximou e lhe falou:

- Hogar, como eu poderia fazer para que eu pudesse levar o conhecimento para o filho da rainha?

Foi então que o feiticeiro lhe falou de uma magia que poderia levá-lo a qualquer lugar do mundo e em qualquer época. Assim ele poderia encontrar com os maiores matemáticos de todos os séculos, porém, ele poderia não voltar se algo desse errado ele ficaria preso na linha do tempo e nunca mais voltar.

O feiticeiro perguntou se ele teria coragem de fazer esse sacrifício por seu reino e o cavaleiro respondeu que por seu reino ele ate morreria. O cavaleiro voltou ao reino e falou à rainha que iria fazer uma longa viagem em busca do conhecimento para o seu filho, então, a rainha lhe desejou boa sorte e lhe agradeceu por sua lealdade. O cavaleiro se arrumou e retornou a casa do feiticeiro para iniciar sua viagem pelo tempo.

O feiticeiro Hogar começou a fazer a magia que era uma porção que fazia voltar ou avançar no tempo ele a tomou e levou o restante, pois ele teria que voltar ao seu tempo, então o cavaleiro chegou à Inglaterra no ano de 1715 e começou sua busca pelos matemáticos que ali pudesse existir. Foi então que soube de um matemático chamado Newton. Seguindo a procura, o encontrou e explicou o que almejava, porém, impressionado com a história, Newton propôs que se o destemido cavaleiro conseguisse resolver uma questão elaborada por ele passaria tanto conhecimento quanto ele pudesse adquirir e ele topou imediatamente. Newton formulou uma questão baseado em seu famoso binômio e lhe entregou a seguinte formula (a + b)n:
Determine o 7º termo do binômio (2x + 1)9 , desenvolvido segundo as potências decrescentes de x.

1 Resposta Errada
2 Resposta Certa

Como o cavaleiro estava muito fraco o homem lhe deu abrigo cuidou dele durante uma semana. Já recuperado, começou a conversar com o homem que lhe foi tão generoso e, então descobriu que ele era um estudioso e adorava números. Então Ptolomeu pediu ao nobre homem que lhe ensinasse algo que tivesse descoberto, ou qualquer outra coisa, e o homem surpreso lhe perguntou o motivo, respondeu que gostava de aprender, pois ficou com medo de contar a verdade e Pitágoras não acreditar. Pitágoras então sugeriu ensinar, mas teria que ser servo dele. Ele aceitou a oferta e começou seus estudos após terminar as tarefas. E assim ficou por duas semanas e meia. Ao fim, o cavaleiro falou a seu mestre que teria que partir. Pitágoras lhe falou você só poderia partir se resolvesse um simples problema, para ter certeza de que seu trabalho não fosse em vão. Ele aceitou, pois tudo o que o mestre tinha lhe ensinado ele tinha escrito em um diário para que não esquecesse quando voltasse a Taras. Pitágoras passou o seguinte problema:

Calcule o **valor**do segmento desconhecido no triângulo retângulo a seguir.

x² = 9² + 12²
3 Resposta Errada
4 Resposta Certa

Depois de viajar dias, Ptolomeu resolveu voltar para casa e usou o restante da magia para voltar. Como queria, chegou ao reino de Taras. Sua rainha ao velo ficou muito feliz, pois todos achavam que ele não iria voltar, pois se tinham passados dois anos e, fizeram uma grande festa em homenagem a ele. Os dias que se passava ele começou a ensinar a Icário tudo o que havia aprendido e assim eles estudaram por um ano, mas ele nunca se esqueceu de sua amada que havia abandonado sem nem sequer dizer adeus e para seguir o carma de sua amada Ptolomeu nunca se casou. Icário cresceu e se tornou um rei muito sábio com os aprendizados que teve com Ptolomeu que se tornou o seu mais fiel servo.