NANIER



Desde muito jovem Nanier já chamava atenção, por sua fantástica habilidade matemática, o que causava muita inveja aos sacerdotes da região que si intitulavam como donos do saber.

Aos oito anos após resolver uma complicada disputa de terra, entre importantes agricultores, foi acusado de feitiçaria, pelo agricultor que se sentiu prejudicado e condenado ao cárcere.

Permanecendo assim por longos oito anos até a conquista da Babilônia, em 730 a.C, pelos assírios, onde foi capturado e vendido como escravo de guerra, a um idoso pastor de cabras, que logo se encantou com sua inteligência e por sua honestidade.

Com o tempo o velho pastor começara a tratado como um filho o libertando de sua escravidão, apesar disto o jovem Nanier não o abandou permanecendo a conviver junto à ele por quatro anos. Quando em uma noite calma de lua nova morreu serenamente dormindo.

Sem direção e bastante deprimido o jovem vagou pelo deserto de oásis em oásis, até ser surpreendido certo dia por uma enorme tempestade, que o fez perder seus sentidos.

1ª Opção:
2ª Opção: